Posts

Tendência: Voz e Violão para Casamentos

Hello, pessoa!

 

Foto: musicaparacasar.com

Que saudade de escrever aqui para o Blog! Depois de alguns ajustes: tô de volta!! E hoje eu vim falar sobre a tendência dos mini grupos musicais, em especial, sobre o formato voz e violão.

 

A ideia de um casamento mais intimista, para poucos convidados, influi diretamente na demanda dos serviços que estão ligados à realização do grande dia, tanto nos detalhes da festa, quanto nas cerimônias religiosas. Com o estilo mini-wedding  cada vez mais em evidência, é claro que o formato reduzido também chegaria aos grupos musicais.

 

A busca por um ambiente mais descontraído nas cerimônias é cada vez mais frequente e, a música, como parte desta atmosfera, tende a ser peça fundamental. Por isso, o formato voz e violão tem sido cada vez mais solicitado – uma vez que contribui para que o repertório seja executado com uma sonoridade mais leve -, pois não necessita de uma mega estrutura para garantir uma apresentação de qualidade, além de permitir maiores possibilidades de , adaptação das músicas.

 

Com o violão como base, pode-se conferir às músicas inúmeras possibilidades de interpretação, tanto pela execução do violonista, quanto pela liberdade que se garante aos cantores. Cada apresentação terá uma conduta única, que responda à proposta sonora do repertório. Pode-se ainda, agregar outros instrumentos, sempre de acordo com o estilo do casal e da cerimônia, dando aquele “toque especial” nas canções e criando uma identidade musical para o grande dia!

 

O melhor é que, atualmente, os grupos musicais têm cada vez mais flexibilidade para atender a demanda do mercado de casamento, o que facilita (ou não) a escolha dos músicos. Lembre-se sempre de pesquisar e pedir referências sobre cada grupo – confira aqui algumas dicas para facilitar sua escolha -, é importante ter confiança em cada fornecedor para o seu grande dia!

 

E aí, o que você acha desta nova tendência?

 

Conta aí pra mim nos comentários!

 

Beijos de luz!! :*

Alavantú! Anarriê !

Hello pessoa,

Está chegando uma das minhas épocas favoritas do ano, se não A favorita!! Época de muita paçoca, pipoca, pamonha, canjica, doces e mais doces quentinhos e deliciosos… Época de reunir com a galera pra dançar quadrilha, ir na pescaria, pagar umas prendas… Aaaah, festas juninas, julinas, arraiás e afins… como eu amo ♥

A gente sabe que brasileiro nem precisa de muito motivo pra inventar festa, mas você sabia que a tradicional festa junina tem duas teorias quanto à sua origem do seu nome ? A primeira, diz que o nome vêm das festividades religiosas que ocorrem durante o mês de junho, em homenagem a Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo. Já a segunda, diz que o nome tem origem nos países católicos da Europa, cuja homenagem é feita apenas a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

Há quem diga que a festividade foi trazida pelos portugueses ao Brasil, ainda no período colonial, e que em em sua composição havia muita influência de elementos culturais  de outros países. A quadrilha, por exemplo, tem alguns vestígios das danças nobres francesas, caracterizadas por serem muito marcadas. A tradição de soltar fogos de artifício veio da China, e, a dança de fitas, de Portugal e da Espanha.  

Todos estes elementos culturais foram, ao longo do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.  É o que se pode observar na implantação do Baião e do Forró às danças, em algumas regiões do Nordeste e do Boi-Bumbá, no Norte do país, por exemplo, assim como, a presença de pratos típicos feitos à base de mandioca (aipim), jenipapo, leite de coco, etc.

No Rio de Janeiro, no decorrer das famosas quadrilhas, costuma-se acrescentar alguns medleys com músicas do cenário pop à coreografia, numa tentativa de misturar a tradição junina ao repertório popular atual em nosso país.

Sendo como for, Festa Junina é sinônimo de alegria e diversão. Por isso, arrase no visual, pule fogueira, dance quadrilha, viva a cultura riquíssima de nosso país!

Aproveite o embalo e crie uma playlist junina pra você marcar aquele arraiá com os amigos! Conta pra mim, qual música não pode faltar no seu Arraiá?

Beijos de luz e até a próxima

Top 10: Músicas Católicas para Entrada da Noiva

imagem: inesquecível casamento

Hello pessoa, tudo bem?

Depois de sabermos um pouquinho sobre a origem das marchas nupciais, é a vez de darmos continuidade à nossa lista de músicas para entrada da noiva, dessa vez, com dicas de músicas católicas. Vamos lá?

1) Ave Maria

Particularmente, eu aposto na Ave-Maria como a melhor pedida, afinal, nada melhor do que a segurança de entrar na Igreja sob os cuidados da Mãe, não é mesmo? São duas as versões mais conhecidas e pedidas; uma de Franz Schubert e outra de Charles Gnoud/J.S. Bach

2) Jesus Alegria dos Homens

Como a própria peça sugere, a escolha é perfeita para retratar um momento de alegria e exaltação a Deus, pelo sacramento do matrimônio.

3) Pompa e Circunstância

Mais uma opção da música erudita, Pompa e Circunstância, em sua versão instrumental também é uma excelente escolha e dá todo um charme à cerimônia!

4) O Primeiro Olhar – Anjos de Resgate

De longe, a música que eu mais cantei dentre todos os casamentos. Um lindo dueto e uma boa pedida para os mais românticos.

5) Pra Sempre – Nicodemos Costa

Outra queridinha do meio católico a música expressa a declaração e a promessa de estar para sempre  um ao lado do outro.

6) Colo de Mãe – Adriana Arydes

Também falando sobre Maria, uma boa para aquelas noivinhas que tem em Nossa Senhora um exemplo de mulher e esposa.

7) Até o fim – Banda Rosa de Saron

Confesso que nunca imaginei o quanto essa música tinha em comum com casamento, até a Kamila – minha amiga e responsável pela CarpeDiem – a escolheu como a trilha sonora de sua entrada. A música fala de amor, de um sentimento de saber reconhecer no outro alguém com o qual você poderá contar em meio as dificuldades e estar lado a lado contigo, até o fim. Foi uma das músicas mais difíceis e mais incríveis que já cantei na Entrada da Noiva e eu precisava dividir com vocês a minha alegria de ter cantado justamente no casamento da Kamila e do Guilherme, afinal, tem tudo a ver com eles!

8)  Com poesia – Suely Façanha

” E pra sempre eu serei tua Maria e para mim serás o meu José”

9)  Guardiões – Adriana Arydes

Música que fala do amor e da família como projeto de Deus, guardiões guiados por Ele para cuidar um do outro e realizar Seus sonhos.

10) Restless – Audrey Assad

Apesar de ser pouco conhecida devido ao fato de ser uma musica internacional, Restless fala do amor de Deus e tem um lindo arranjo, digno de uma princesa. “…You are the keeper of my heart (Você é o guardião do meu coração) ”

Existe uma variedade de opções, lembre-se sempre de consultar ao Padre e escolher a música que mais combine com você! Conta pra gente, qual você escolheria?

Beijos de luz

Um pouco de história: Com quem será uma noite de verão?

Hello pessoa,

Calma! Apesar desse título um tanto quanto confuso, não, você não vai ler uma fanfic ou um conto de fadas. Hoje iremos falar sobre a Marcha Nupcial e titia aqui não podia deixar de fazer o trocadilho, né? Vocês sabiam que existem duas marchas nupciais bastante utilizadas pelo mundo? Pois é, vim aqui justamente para te fazer lembrar de uma delas, mas, primeiro, vamos falar sobre a que mais conhecemos aqui no nosso Brasil…

  • Marcha nupcial de Mendelssohn: A queridinha das noivas brasileiras

 Composta pelo alemão Felix Mendelssohn, a famosa Marcha nupcial é parte da obra musical Sonho de uma noite de Verão, baseada na peça homônima de William Shakespeare. Mendelssohn compôs esta obra em diferentes momentos da sua vida. Entre 8 de julho e 6 de agosto de 1826, quando a sua carreira estava no início (na época, ele tinha 17 anos), compôs uma abertura de concerto op.21 e estreou-a em Szczecin em 20 de fevereiro de 1827. Em 1842, poucos anos antes da sua morte, escreveu música incidental (op. 61) para uma produção da obra de teatro, na qual incorporou a abertura existente. A música incidental inclui a famosa Marcha nupcial.

  • Marcha nupcial de Wagner: Com quem será?

Mais conhecida do que nós imaginamos, a Marcha nupcial de Richard Wagner foi composta por volta de 1850 como prelúdio para o terceiro ato de sua ópera “Lohengrin”. É tocada quando Elsa e Lohengrin entram na câmara nupcial para consumar o casamento. A noite do casamento torna-se trágica, e dizem que Wagner achou divertido que a peça fosse usada em casamentos. Aqui no Brasil, a obra caiu no popular não como trilha sonora para entrada da noiva, mais para embalar o famoso “com quem será” depois de cantar o Parabéns a você.

Curiosidades

A Marcha Nupcial de Wagner, também conhecida como “Lá Vem a Noiva” tornou-se  tradicional em casamentos nas Ilhas Britânicas após ser tocada, em 1858, no casamento real da Princesa Britânica Victoria com o Príncipe da Prússia, Frederick William. No fim da mesma cerimônia, foi tocada a marcha nupcial de Mendelssohn, tornando a peça também tradicional para os casamentos.

Pelo fato de conter temas pagãos em algumas de suas obras, a marcha nupcial de Wagner costuma ser vetada e tida como secular em algumas Igrejas, como, por exemplo, na Igreja Católica. Também na religião judaica, a obra não costuma ser utilizada, devido a reputação antissemita do compositor. Quanto à marcha de Mendelssohn, costuma ser aceita sem muita restrição, porém, pode não ser bem vista em algumas religiões, devido a sua ligação com a peça Sonho de uma noite de Verão – especialmente com a cena do casamento entre Titânia e Bottom -.

E aí, você sabia da existência de mais uma marcha nupcial? Conta pra mim!

Comente, curta, compartilhe e não esqueça de enviar sugestões de temas que você gostaria de ver por aqui! Vou adorar poder te ajudar a entender um pouquinho mais sobre música e sua importância para os nossos momentos especiais! Até a próxima!

Beijos de luz!

Entretenimento para casamentos

Leonardo e Mayara – Nova Friburgo/RJ

Olá meninas, hoje vamos conversar sobre os entretenimentos de um casamento.

Em um dia tão importante para os noivos no qual estão cercados por pessoas especiais, é muito comum querer “mimar” os convidados. Um entretenimento muito comum, e que a grande maioria dos noivos acaba optando, é pela pista de dança, que geralmente faz muito sucesso. Mas, hoje em dia existem outras inúmeras atrações para entreter os convidados, fazendo com que até as pessoas que não gostam de dançar se divirtam de alguma maneira e fiquem mais tempo no evento.

Então, ai vai algumas dicas:

1- Foto Lembrança:

Hoje, as cabines de fotos, espelho magico de fotos, photo booth com painel de giz, entre outros, fazem o maior sucesso nos casamentos. Além de movimentar a festa e gerar uma circulação no ambiente (menos gente sentada, mais gente circulando e aproveitando o ambiente), você pode usar esse investimento como lembrança, o que é ótimo (economia dois em um é a palavra chave \o/).

2- Música:

Outra dica bacana são as bandas, que dão muito certo para casamento de dia, à tarde ou à noite. Mas, lembre-se, escolha uma banda que já tenha costume com esse tipo de evento, isso fará toda a diferença na condução da animação e dos momentos.
A Jéssyca Braga tem várias dicas sobre esse assunto, e você pode conferir aqui: Blog – Música

3- Caricaturas:

As caricaturas são ótimas para quem quer se divertir e levar uma recordação o casamento. E o bacana que elas não demoram muito para ficarem prontas.

4- Massagem:

Oferecer um cantinho de massagem é super bacana, para renovar as energias dos seus convidados para voltarem à aproveitar a festa.

5- Beleza:

Outro mimo bacana é um cantinho para o retoque de cabelo e maquiagem durante um período do evento. A noiva e as convidadas vão amar!

6- Food Truck:

O Food Truck chegou para ficar e virou uma atração para todos os tipos de evento, incluindo o casamento, é algo muito bacana e que com certeza seus convidados irão gostar.

Tem muita coisa bacana para um casamento. Não é?

Mas é legal ressaltar que os noivos precisam levar em consideração o perfil deles e do evento. Assim, o casamento será, com certeza, único e inesquecível para todos.

Beijos e até a próxima.

Cintia Breder

Músicas gospel para entrada da Noiva

bayareaeventlights.com

Hello pessoa, tudo bem?

Semana passada fiz um Top 10: Músicas para entrada da noiva! E essa semana separei uma parte 2, a pedido de algumas leitoras. Dessa vez, as sugestões serão para as noivinhas que farão a cerimônia em uma Igreja Evangélica.

Anotem aí:

Caneta e papel – Os Arrais

Deus confirmou – Aline Barros

Deus, você e eu – Saulo Vianna

Meu sonho – Eyshila

Não há limites –Quatro por um

Oração no amor – Arianne

Presente de Deus – Eli Soares

Quando Deus criou você – Leonardo Gonçalves

Que bom que você chegou – Bruna Karla

Soube que me amava – Aline Barros 

Tem alguma outra sugestão? Manda pra mim, vou adorar saber!

Se você ainda não escolheu os músicos para o seu grande dia ou precisar de uma ajudinha extra para escolher a sua trilha sonora, entre em contato comigo, vou amar ajudar você ♥

Beijos de luz!

Jéssyca Braga Figueira
Facebook: Jéssyca Braga
E-mail: jessycabf@hotmail.com

Top 10: Músicas para entrada da Noiva

Hello pessoa, tudo bem?

Na última semana falei sobre formações musicais para casamentos e, hoje, darei algumas dicas de música para a entrada da noiva!

Atualmente os casamentos estão menos tradicionais do que antes e existe uma variedade de opções para aquelas noivinhas que tendem a fugir do óbvio e optam por cerimônias mais
próximas ao estilo do casal. É bom tomar cuidado e sempre conferir com o sacerdote/celebrante do casamento, para que não haja discordância com o tipo de cerimônia e, claro, vale reforçar que a ajuda do cerimonial é imprescindível na hora do pode x não pode.

Vamos às dicas:

Marcha nupcial – Para quem gosta do convencional, é uma excelente ideia.

Marcha nupcial com a música do casal – Mesclar a tradicional marcha com a música do casal tem sido uma opção bastante utilizada e o resultado é lindo! Geralmente a marcha toca para anunciar que a noiva chegou e, quando a porta da Igreja se abre, começa a tocar a música do casal. Neste caso, a música escolhida foi Photograph, do Ed Sheeran, e olha como ficou linda a execução deste quinteto junto com o violão. Incrível, né?

Ave Maria – A Ave Maria é uma das principais orações da Igreja Católica e existem várias opções. Para as noivas devotas à Nossa Senhora, é uma boa pedida! (Eu bem que queria o Pavarotti
cantando essa versão no meu casamento, viu? Hahaha)

Marcelo Jeneci – Pra Sonhar – Largo tudo, se a gente se casar Domingo ♪♫ Ah, essa música é uma fofura e claro, diz muito aos casais que valorizam estar juntos, seja onde for, como for! Uma música que vem sido muito utilizada nas cerimônias, tanto civis, quanto religiosas! Convenhamos, cai como uma luva!

Ana Cañas Nando Reis – Pra Você eu Guardei o Amor – Para os casais românticos de plantão, que adoram uma MPB para declarar seu amor, nosso ruivinho querido tem canções maravilhosas falando sobre amor, e essa versão ao lado de Ana Cañas não poderia ficar de fora; traduz tão bem a ideia de guardar todo o amor, todos os sonhos para dividir com uma pessoa pra lá de especial! Uma super dica.

Bruno Mars – Marry You – O título já sugere o conteúdo da música! Para as noivinhas ligadas ao pop, é uma opção fofa e leve, que fica linda numa versão instrumental!

The Beatles – Stand by Me – Para surpreender aqueles noivos do Rock, uma das músicas mais românticas do mundo! Queridinha por todos e que arranca suspiros de quem escuta! Imagina que tuuuuudo entrar ao som dos meninos de Liverpool! Melhor ainda, só com o noivo tocando guitarra, já pensou? Hahahaha

The Carpenters – Close to You – Outra música romântica que só, não tem como não flutuar ao som de Close to You e sim, é mais uma excelente opção!

Cyndi Lauper – True Colors – Para quem tem saudade dos anos 80, essa versão é maravilhosa e além de reviver a década, traduz um sentimento puro e fica um primor ao som de um quarteto de cordas, viu? Sem contar que está super em alta ultimamente! Vale a pena apostar numa versãozinha exclusiva feita pelos músicos do seu casamento!

Grant Gustin – Running Home to You – Para os amantes de seriados, a música tema de The Flash é uma excelente escolha. Só pela tradução da primeira estrofe, já dá pra saber que diz sobre um amor que sobrevive a todas as circunstâncias e às incertezas do futuro: “não posso dizer como vão ser os dias, não posso mudar o que o futuro nos reserva, mas eu quero você nele. Cada hora, cada minuto.”

E aí, curtiu as dicas? Comente aqui! Claro que há inúmeras opções para a entrada da noiva e eu adoraria saber qual é (foi) sua escolha! Conta pra mim!

Beijos de luz!

Casamento – Opções de grupos musicais para cerimonia

inesquecivelcasamento.com.br

Hello pessoa,

A gente já andou conversando por aqui sobre a escolha de músicos para sua festa e eu dei algumas dicas de como escolher, o responsável pela trilha sonora do seu evento. Se você ainda não viu o post, clique aqui! Hoje, porém, falarei sobre alguns tipos de grupos e combinações para a cerimônia.

Se você está planejando seu casamento, é importante considerar as suas possibilidades financeiras para que você e seu noivo(a) consigam contratar um grupo com o qual se identifiquem. Aqui em Nova Friburgo, algumas empresas fornecem combos com diferentes tipos de formações que vão desde violão e voz até uma mini orquestra e, claro, o preço varia de acordo com a quantidade de músicos. Mais importante do que a quantidade é a qualidade, por isso, é importante que sua escolha seja feita com a maior antecedência possível, para que os músicos consigam se organizar, conhecer o local da cerimônia e trabalharem as canções podendo executá-las da melhor forma possível, de um jeito único para o seu grande dia! Confira algumas opções:

1) Voz e violão

Já dizia Tom Jobim: “Um cantinho e um violão, este amor, uma canção pra fazer feliz a quem se ama”. Uma opção simples e uma das mais emocionantes. Voz e violão tem o poder de tornar tudo mais íntimo, mais próximo, mais acessível e é essa a sensação para quem escuta. E, além disso, é mais flexível às condições acústicas, ou seja, é mais simples de amplificar e ajustar conforme o local da cerimônia. Eu já cantei em diversos casamentos neste formato e, particularmente, é a minha opção favorita, afinal, eu sou apaixonada pelo som do violão e, como cantora, estar acompanhada por bons violonistas traz a segurança e possibilita uma interpretação segura. Aproveitando a deixa, quem quiser conhecer um pouco sobre o meu trabalho como cantora, deixarei meus contatos no fim do post!

2) Coro (Canto Coral)
Uma ótima opção para quem aprecia a boa música a capella! O coro, dependendo do local em que for o casamento, não precisa nem de amplificação, o que barateia os custos. Vamos combinar
que a voz é o instrumento mais perfeito que existe e quando há entrosamento entre os cantores, tudo fica ainda mais lindo. Podem ser 5, 10, 30 cantores, mas quando há harmonia, parecem um só! É emocionante e uma excelente escolha! Em casamentos ao ar livre, os noivos podem optar por canções mais descontraídas e contratar um coro menos formal para dar aquela leveza que o momento sugere! Tudo vai depender do gosto pessoal dos noivos e, claro, da identidade do grupo!

3) Quarteto de cordas
Formado por 2 violinos, viola e violoncelo, é uma opção perfeita para quem sonha com uma trilha sonora de princesa! Durante o século XIX os quartetos de corda eram símbolos de bom gosto e seus apreciadores, considerados apreciadores da boa música! Chique, né? Além de tudo a sonoridade é MARAVILHOSA!

4) Piano e voz
Também uma excelente opção, principalmente para os noivos mais emotivos. O som do piano é inconfundível e, quando bem executado, nos faz, de fato, flutuar e nos deixar levar pela música.

5) Orquestra
Quem é que nunca sonhou em ter uma orquestra no seu casamento? Vai com calma aí, a opção é tentadora, mas lembre-se sempre do local de execução. Não precisa ser a Filarmônica de Berlim, você pode optar por mini orquestras, com uma instrumentação mais simples, com um número menor de participantes. Considere a formação da orquestra, tendo como base instrumentos de todas as famílias (cordas, madeiras, metais e percussão).
Saiba mais aqui.

Independente da escolha é fundamental que o grupo de músicos esteja de acordo com modalidade da cerimônia e, claro, adequados à playlist. Antes de contratar, tenha em mente também como será sua cerimônia e quais as músicas farão parte do repertório. Confira aqui  algumas dicas de como montar sua playlist. Se você não souber muito bem quais músicas escolher, peça sugestão aos músicos, normalmente eles já contam com um repertório variado e poderão te ajudar na escolha mais adequada ao seu gosto.

Opte sempre por músicas que retratem cada momento da cerimônia, considerando sua importância para os noivos e, prioritariamente, que seja especial para ambos.

Curtiu as dicas? Tem mais alguma dúvida?
Comente, curta e compartilhe!
Beijos de luz!

Se você ainda não contratou os músicos do seu casamento, precisa de ajuda com algum detalhe ou deseja conhecer o meu trabalho, entre em contato:
Jéssyca Braga Figueira
Facebook: Jéssyca Braga
E-mail: jessycabf@hotmail.com

Dicas para homenagens musicais

Hello pessoa,

Esta semana um vídeo que andou circulando no Facebook me chamou à atenção. Trata-se de uma noiva que entra cantando uma linda canção de amor no dia de seu casamento. De início não curti pelo simples fato de ela usar um playback, porém, respeitando a escolha, me ative em ouvir sua voz, e me deixar surpreender pelo momento.  E que surpresa! Muito provavelmente pelo nervosismo, ela desafinou em diversos pontos e, como se não bastasse, em nenhum momento respeitou o andamento da canção. A causa era nobre, a iniciativa era boa, a tentativa de fazer uma homenagem ao noivo foi linda, mas, ao mesmo tempo, frustrante. Poderia ter deixado ao cargo dos músicos.  Pensando nisso, resolvi dar algumas dicas para quem quiser se arriscar e cantar (ou tocar) para alguém em uma ocasião especial:

  • Se você nunca cantou (ou não domina algum instrumento), procure um profissional para te ajudar no processo de preparação da homenagem;

Além das habilidades técnicas, o professor saberá trabalhar todo aspecto emocional e te deixar mais confiante para o dia da apresentação;

  • Escolha uma música que te dê segurança;

O principal objetivo da homenagem é tornar o momento especial para a pessoa que você ama, não precisa se exibir; escolha uma música especial, mas que ao mesmo tempo seja adequada para que você cante/toque com coração e maior tranquilidade;

  • Evite playback se você não está habituado a cantar;

Os playbacks limitam a liberdade interpretativa e se você fugir um pouquinho que seja do andamento, tal atitude pode comprometer toda sua execução e te deixar ainda mais inseguro. O ideal é optar por algum instrumentista que te acompanhe. Faça algo simples, opte por uma instrumentação que favoreça a sua interpretação e lhe deixe confortável, familiarizado com a canção;

  • Mantenha a calma;

Respire fundo, sinta a música e tudo que ela diz a você, reconhecendo a importância que a mesma tem para a pessoa que você estará homenageando.  Deixe a emoção fluir, mas não se deixe dominar, esteja no controle e faça tudo com entusiasmo e com o coração.

  • Crie sua canção

Se você é daqueles que gostam de compor, dê mais autenticidade ao momento e  escreva uma canção que traduza tudo aquilo que você gostaria de dizer, mas que precisa ser dito além das palavras. A música fará tudo por você!

Curtiu? Aposte no seu talento para criar boas memórias!

Você já homenageou alguém? Conta pra mim como foi, vou adorar saber!

Beijos de luz!

Música no combate ao Câncer: inspirações

humanizandoloscuidadosintensivos.com

Hello pessoa, tudo bem?

Dando continuidade à nossa série de posts sobre o Outubro Rosa, o tema desta semana traz músicas ligadas à luta contra o câncer e que compõem a trilha sonora de muita gente, como fonte de inspiração para superar cada etapa do tratamento.

Quem não se lembra da icônica cena de Camila – personagem de Carolina Dieckmann na novela Laços de Família (2000) – raspando a cabeça ao som de Love by Grace? Eu mesma, não conhecia a música e muito menos a cantora (Lara Fabian), mas toda vez que a música tocava no rádio eu virava para minha mãe e falava:  – a música da Camila, mãe!!” E automaticamente, já chorava, pois lembrava de toda a cena, de todo o processo.  A cena, até hoje lembrada como uma das mais emocionantes da ficção, trazia a público o momento em que uma mulher, jovem, cheia de vida, tinha que desapegar de seus cabelos já enfraquecidos em virtude da quimioterapia e dos demais procedimentos envolvidos no tratamento de sua leucemia. Por si só, já era emocionante, mas a música tornou tudo maior, mais impactante. E não é só na ficção que uma música se torna símbolo de luta e de motivação para o tratamento; abaixo, algumas canções inspiradas pelo combate ao câncer:

Em outubro de 2004, Melissa foi diagnosticada com câncer de mama. No Grammy Awards de 2005, ela fez um retorno aos palcos e, apesar de careca por causa da quimioterapia, realizou uma homenagem a Janis Joplin cantando a canção “Piece of My Heart” num dueto com Joss Stone. Etheridge foi elogiada por seu desempenho e inspirou a faixa “I Am Not My Hair.”, da cantora de R&B, India.Aire.  Em novembro de 2005 foi a vez de Melissa lançar a canção “I run for life“, de sua autoria, que, além de retratar sua própria história de vida, busca dar apoio às portadoras do câncer da mama e suas famílias. Depois de sua performance no Jay Leno lhe disse: “Obrigado por ser uma lutadora, garota”.

Lançada em setembro de 2012 durante o evento Stand up to cancer, nos Estados Unidos, em homenagem a Ronan Thompson, um menino de 3 anos de idade que foi diagnosticado com  neuroblastoma – uma espécie de câncer que ocorre principalmente em crianças. Depois de sua morte, Maya Thompson, mãe do menino, criou um blog em homenagem ao filho.  A mãe do garoto disse: “Swift estava lendo o meu blog há algum tempo e soube que Ronan havia falecido”; “E ela estava devastada por ele”. Swift já havia conhecido Maya antes da morte do garoto, quando ela fez um show em Phoenix, Arizona.  Em um certo dia, quando lia o blog, a cantora fez uma chamada de voz para Maya dizendo que havia escrito uma canção para Ronan e pedindo permissão para cantá-la no evento Stand Up to Cancer. Maya não só permitiu, como também foi considerada co-autora da canção. Em 13 de setembro de 2012, quando Taylor Swift veio ao Brasil para uma apresentação promocional de seu quarto álbum de estúdio no Rio de Janeiro, ela foi perguntada sobre “Ronan” e respondeu: “É uma música tão triste e difícil de cantar, provavelmente nunca mais vou cantá-la ao vivo. Só o fiz para o evento do câncer”. Os versos são cantados sob a perspectiva da mãe do garoto, como: “Eu me lembro de seus pés descalços na entrada / Lembro da sua risada / Carros de corrida no chão da cozinha / Dinossauros de plástico”

‘Intimacy’, terceiro álbum dos britânicos da Bloc Party, trouxe uma composição confessional dedicada a uma vítima de câncer. Lançado em 2008, o disco apresentou ao público os versos fortes e melancólicos de “Biko”. O título da faixa é uma palavra de origem nigeriana usada pelo vocalista Kele Okereke. Extraído do dialeto Igbo, o termo biko equivale a “por favor” e se repete no refrão em “biko, toughen up” (“Por favor, seja forte”, em tradução livre).  Em um momento da canção, o compositor e intérprete declara ao ente querido que  “se eu pudesse devorar seu câncer eu o faria, mas não posso/ Então continuo escrevendo estas canções para você”.

A canção é inspirada na luta de Charlie Mingroni, amigo do compositor que venceu um câncer nos ossos antes de chegar aos 30 anos. A canção trata das mudanças que o exemplo de Charlie provocou em Jason. Em uma entrevista à época do lançamento, o artista explica como observou o espírito combativo de quem supera a doença. “O tratamento contra câncer é uma experiência muito positiva. Todo mundo que conheci [em tratamento] mantém uma atitude muito positiva porque é realmente o poder do pensamento positivo que cura, e é sobre isso que a música trata”, explica Mraz. Lançado no álbum ‘Waiting for my rocket to come’, em outubro de 2002, o hit foi precedido pela cura total de Charlie Mingroni, que se livrou do câncer em março do mesmo ano.

Hoje eu quis apresentar algumas músicas, porque é a categoria que me cabe. Mas se tratando de luta, superação, tudo é válido, principalmente oração e pensamento positivo. Vale lembrar que qualquer ferramenta que nos traga força, estímulo e perseverança, deve sim ser usada. Leia um livro, assista a um filme, ouça canções, passeie no parque, enfim, encha-se de amor, de esperança e acredite: VOCÊ PODE VENCER TUDO!

Você tem alguma música de superação, que te transmita fé e esperança? Conta pra mim!! Comente e compartilhe! Vamos espalhar amor ♥

Beijos de luz!