Sentimentos a todo vapor, o que fazer?

Regulação Emocional: acerte o tempo de cada emoção

O que fazer com tanta ansiedade e preocupação que teimam em se misturar com a alegria de um momento tão esperado? Quando estamos nos preparando para um evento valioso em nossa vida, esses são sentimentos muito frequentes em nós e, quando muito intensos, podem trazer aflições.

“Eu não queria sentir isso, é um momento tão bom da minha vida”, “Será que vai dar alguma coisa errada?”, “Será que vai dar tempo pra tudo?”, “E se chover, como vai ser?”

É claro que pensamos nos mínimos detalhes, queremos que tudo fique impecável para ser um momento inteiramente marcante e repleto de encantos. Diante disso, é praticamente impossível evitar que tais sentimentos venham à tona, não é mesmo? E eu tenho algo muito importante para lhe dizer sobre isso, além de uma dica poderosa para ajudar a manter a calma em meio a essa tempestade de emoções.

Você, em algum momento, já deve ter percebido que os sentimentos possuem diferentes níveis de intensidade, certo? Se é difícil evitar a presença deles, então que eles estejam pelo menos num nível moderado, aceitável e natural. Sendo assim, podemos entender que cada sentimento é naturalmente parte de nossa vida, que são úteis mesmo não sendo tão bons em alguns momentos.

Por exemplo, a ansiedade nos permite entrar em ação para, de fato, realizarmos o que tanto queremos; e a preocupação nos coloca em estado de alerta para possíveis imprevistos. Portanto, não ficaremos irritados com o fato de sentirmos tudo isso durante o planejamento do nosso evento se entendermos que precisamos desses sentimentos como aliados da nossa alegria, ao invés de serem mais intensos do que ela.

Então, quando você for invadido por uma emoção ruim, lembre-se sempre: o controle do sentimento está em suas mãos, por isso fique de olho na intensidade que ele estiver apresentando. Quando muito intenso, vai atrapalhar; mas quando moderado pode ser de grande ajuda.

Mas pera aí, o que fazer quando a intensidade estiver muito alta? Como controlar? Aí vai uma boa dica: ocupe-se com algo, seja sobre o evento ou até mesmo outra coisa que mereça mais atenção. Quando fazemos isso, além de distrair nossa mente mudando o foco, estamos ressignificando o valor do sentimento naquele instante.

Se eu estou preparando meu café da manhã e não paro de pensar no evento que será daqui uns dias, não estou vivendo bem o mais importante deste instante – o meu café da manhã. Para este instante, o nervosismo, a ansiedade, preocupações, não são nem um pouquinho necessários. E tantas outras coisas que eu preciso fazer neste dia e são tão importantes quanto o meu evento? Como ficam? E outra coisa, se a alegria pelo meu evento vale muito mais do que o nervosismo, toda vez que este tentar aumentar dentro de mim e não receber minha atenção, naturalmente deixará de ocupar o lugar do que mais importa.

Com isso, o equilíbrio vai se mantendo e eu aproveito o melhor de cada dia. E então poderei também curtir ao máximo o passo a passo de algo tão esperado. É claro que não é fácil, mas insistir é fundamental. O desafio nos move para além do que vemos. Ser melhor a cada dia precisa ser nossa maior necessidade.

E então? Bora viver a sua alegria de cada dia?

Gostou da reflexão? Essa dica atendeu sua necessidade? Se você tiver dúvidas ou sugestões para próximos textos, deixa aqui nos comentários. Quero muito ouvir você.