História da fotografia de casamentos

Rainha Vitória e Príncipe Albert, 1840.

Na semana passada eu contei como foi o Chá Revelação da Cintia e do Elizeu, você pode conferir aqui.

Essa semana eu vou continuar falando de história, porém será sobre a história da fotografia.

Atualmente, é quase impossível organizar um evento sem pensar que é preciso contratar um profissional para registrar esse momento, quanto mais importante o evento, mais importância damos ao trabalho do fotógrafo.

Essa semana parei para pensar o quão indispensável se tornou o profissional da fotografia nos eventos, principalmente nos casamentos, e fiquei pensando em como isso surgiu e quem foi o primeiro casal a querer um fotógrafo… Tive uma descoberta fantástica.

A primeira fotografia reconhecida é do ano de 1826 e é atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce, porém a invenção da fotografia é obra de vários processos e avanços tecnológicos com contribuição de diversas pessoas, em diversas épocas.

Mas e nos casamentos, quem foram os precursores da fotografia?

Em 1837, a rainha Vitória herdou o trono britânico. Após uma longa linhagem de monarcas homens, ela se tornou o símbolo de uma nova era no país. Não demorou muito, e logo surgiram as especulações em torno de quem seria seu futuro marido. Sua mãe e o governos queriam que ela se casse com o príncipe Ernst, seu primo e filho mais velho do Duque de Saxe-Coburgo-Gota. Porém Vitória se apaixonou pelo irmão caçula de Ernst, Albert, deixando todos impressionados com a ideia de um casamento por amor (até então raros, pois casamentos por interesse eram mais comuns entre a realeza).

E eles foram um dos primeiros casais a terem registros fotográficos do dia de seu casamento no ano de 1840.

Isso inspirou os outros casais que começaram a contratar fotógrafos para também terem um registro de seu casamento, mas ainda assim, não era nem de perto, como vemos hoje em dia. Devido às limitações do equipamento era preciso que o casal fosse até o estúdio do fotógrafo e lá posassem com seus trajes de noivos.

Foi só quando a iluminação passou a ser elétrica e o equipamento fotográfico se tornou mais avançado e menos pesado que os fotógrafos puderam registrar o casamento “ao vivo” no próprio local.

Olhando as fotos a cima a gente fica se perguntando porque as pessoas ficavam tão sérias, existem muitas teorias para responder essa questão.

Uns dizem que as pessoas não sorriam devido à falta de dentes, outros, pelas limitações de equipamento, pois para que a foto fosse estampada no papel era necessário que o casal ficasse parado por muitos minutos (podendo varias de 5 a 30min), mas se levarmos em consideração que nas pinturas as pessoas também não sorriam esse fato também não explica a expressão séria das pessoas.

O motivo real é puramente cultural, as pessoas, acreditavam que ficavam com cara de bobas quando sorriam, e não queriam que isso fosse eternizado nas fotografias.

Isso foi mudando ao longo dos anos e principalmente quando o Flash foi inventado em setembro de 1930. Graças a ele os fotógrafos puderam criar grandes variedades de fotos com a iluminação mais controlada. Isso significa que eles começaram a capturar mais momentos do evento e do dia em geral, iniciando o modelo de fotografia usado até hoje.

Eu amo demais ver registros fotográficos antigos e por isso não podia deixar de falar um pouco de história por aqui. Espero que tenha gostado, aproveite e compartilhe em sua rede social, para que seus amigos também possam saber mais sobre a história da fotografia nos casamentos.

Fique à vontade para deixar nos comentários sua opinião e sugestão de temas que gostaria de ler por aqui.

Beijo e aproveite para ler as outras categorias aqui no blog, tem muita informação boa!

 

Fontes: Wikipédia, Mega Curioso, BBC Brasil e The Wedding Secret e History.

Encontrei o amor da minha vida em 2009 e nos casamos em 2015. Sou Cristã, Fotógrafa e designer, formada em Comunicação Social e idealizadora da CarpeDiem Lembranças. Acredito que o amor é a maior e melhor memória que podemos ter e por isso amo fotografar famílias, sejam em seu início nos casamentos ou quando elas estão crescendo e novos membros estão chegando.
O Blog nasceu como uma iniciativa de unir conhecimentos e profissionais em um só lugar!
Espero contar com a sua leitura e participação!
Beijos!