Câncer de Mama: Diagnóstico precoce salva vidas

Márcia Costa – Nova Friburgo/RJ

Eu gosto da ideia de um mês todo pensado para a divulgar e falar de um assunto especifico, além de mostrar o quão importante ele é, também nos envolve e nos abre os olhos… É essa a sensação que eu tenho a respeito do #OutubroRosa. Falar sobre o nosso corpo, saúde e bem estar é maravilhoso, principalmente porque, às vezes, nos preocupamos muito com a parte externa e deixamos passar em branco o nosso interior.

Anualmente, cerca de um milhão de mulheres em todo o mundo descobre que está com câncer de mama, Segundo OMS (Organização Mundial da Saúde). A cada ano, no Brasil, são diagnosticados, em média, 31500 novos casos, dados divulgados pelo Inca (Instituto Nacional de Câncer). Grande parte deles, felizmente, são descobertos na fase inicial o que facilita muito o tratamento.

“O Câncer de Mama é uma patologia que, se diagnosticada precocemente, tem mais chances de ser tratada e diminui a possibilidade de tratamentos, como quimioterapia e até a mastectomia”, explicou o mastologista do Hospital Universitário de Brasília ao jornal Correio Brasiliense.

Aproveitando todas as oportunidades que a campanha nos traz, quero compartilhar com você uma história de uma mulher que eu admiro demais. Desde a primeira vez que eu a vi, senti uma “coisa” diferente, rs, como se ela tivesse uma energia especial… E quando nos conhecemos puder perceber que eu não estava enganada.

O nome dela é Márcia Costa, nos conhecemos em 2014, na academia, primeiro ela logo se tornou minha inspiração… Uma animação e empolgação motivadoras, os treinos se tornavam muito mais divertidos quando ela estava.

E depois quando passamos a conversar mais, ela me contou que estava passando por um processo de recuperação de um câncer de mama… Eu fiquei ainda mais encantada com tamanha força, vigor e alegria! Realmente uma mulher vitoriosa.

Hoje, alguns anos depois, pedi a ela que compartilhasse aqui no Blog uma mensagem, nos encontramos uma tarde de quarta-feira, para um café na casa dela, conversamos e fotografamos (as fotos estão no final do texto).

“Parece que foi ontem que descobri que estava com câncer de mama, o tempo
passa depressa, tão depressa que não tive tempo de sofrer por estar doente. Ter o apoio total que eu tive do meu marido, minha filha, familiares e amigos, fez com que eu usasse o meu tempo para lutar pela vida. E desde então comecei o processo de cura.

É importante conhecer o nosso corpo, e ficar atenta a todos sinais, pois a todo instante ele nos mostra como estamos: nos mostra como nos sentindo, nos mostra os sinais. O autoexame também é uma maneira importante de cuidado.

Viver é uma dádiva e por isso temos que cuidar do nosso corpo com amor, com cuidado, como um templo sagrado. O nosso corpo é a casa que Deus nos deu.

Toque-se, cuide-se e Viva. É o que eu sempre digo para todas as pessoas, porque o câncer de mama não é exclusividade feminina, temos que nos cuidar, zelar pela vida que nos foi dada.”

Márcia me contou que descobriu o câncer de mama em 2013, por acaso, faziam poucos meses que tinha feito os exames de rotina, e que eles mostravam que tudo estava em ordem. Porém em uma noite em que se deitou para dormir de bruços sentiu algo estranho na mama esquerda.

Isso foi o suficiente para que ela procurasse o médico e refizesse todos os exames. E aí veio o diagnóstico precoce que juntamente com a força de vontade e o apoio familiar foram cruciais para a recuperação.

Em abril de 2013 ela descobriu o câncer e em agosto fez a mastectomia.

Os sinais que o nosso corpo nos dá são essenciais para a nossa saúde e para a nossa vida! Não ignore, faça sempre o autoexame, procure o médico para os exames de rotina, cuide da alimentação. Todos os cuidados que tomamos fazem diferença!

A Mayara falou sobre o autoexame aqui.

Peço que deixe seu comentários e que compartilhe, sua participação é muito importante para o Blog continuar a crescer. Nos encontramos na próxima semana.
Beijos.

Encontrei o amor da minha vida em 2009 e nos casamos em 2015. Sou Cristã, Fotógrafa e designer, formada em Comunicação Social e idealizadora da CarpeDiem Lembranças. Acredito que o amor é a maior e melhor memória que podemos ter e por isso amo fotografar famílias, sejam em seu início nos casamentos ou quando elas estão crescendo e novos membros estão chegando.
O Blog nasceu como uma iniciativa de unir conhecimentos e profissionais em um só lugar!
Espero contar com a sua leitura e participação!
Beijos!